Missão JJC

Blog da Missão com Jovens : Congregação Júlio César I : AD de Belém/PA

"A pessoa que abraça o cristianismo não precisa abrir mão do seu cérebro. Ela deve continuar pensando e exercendo o seu senso crítico. A fé cristã, embora transcenda a razão, não é irracional. Ela faz sentido." (Paulo Romeiro)

A vida de Jacó - Parte I

Na Biblia, no livro de Gênesis, encontramos a história de um homem que é bastante conhecida. A vida de Jacó começa a ser contada no capítulo 25, com seu nascimento, e os problemas já começam ai.

Na tradição dos povos do Oriente próximo, o primeiro filho teria privilégios frente aos outros irmãos. Em seu artigo Esau e Jacó em Luta na biblia Hebraica, Daisy Wajnberg afirma que com a morte do pai, o primogênito herdaria o poder no clã, recebendo dupla porção dos bens familiares. Esse pensamento estava presente diante de cada parto. Agora imaginem só, no primeiro nascimento a mãe dá a luz a dois filhos homens. Nesse caso, alguns segundos definiriam qual dos dois meninos seria o herdeiro que receberia a benção da primogenitura e perpetuaria o nome do pai.

As palavras hebraicas bekhorá (a primogenitura) no capítulo 25 e brakhá (a bênção) no capítulo 27 nos apresentam um jogo sonoro, como sugere Wajnberg, que ressalta a correlação que há entre a primogenitura e a bênção.

Nesse contexto, ao recém nascido Esaú é concedido o título de primogênito. Já a seu irmão Jacó, por ter nascido segurando o calcanhar de seu irmão, restou o título de suplantador. Em varias pregações que ouvi sobre Jacó era sempre deixada a impressão de que ele nasceu com uma malícia voltada para o engano, como se o reflexo tão natural de um bebê que toca seu irmão gêmeo fosse um argumento irrevogável para avaliação do caráter, nem ainda formado.

Imagino o jovens Jacó crescendo sob esse estigma, vendo seu irmão mesmo que um pouco mais velho receber os privilégios desse fato, que talvez por esse motivo, não o valorizasse tanto. Aqui vemos Jacó passar pela primeira fase da sua vida, a fase do Jacó enganador. No versículo 33 do capitulo 25 vemos Esaú vendendo sua primogenitura a seu irmão (prática que era comum em algumas sociedades antigas), desprezando-a como relata o versículo 34, por um prato de comida. Jacó se aproveita da aparente falta de interesse de seu irmão e consegue um juramento concedendo a ele o direito de ser o primogênito.


4 comentários:

Na verdade o primogenito sempre foi Jacó. Primogenito é o que vem primeiro. E o primeiro a ser formado foi Jacó. Eles não eram gemeos univitelinos. Um era liso e o outro tinha pelos. O que foi formado primeiro, no ventre materno, estava acima e o segundo estava abaixo, tendo por isso saído primeiro, e saiu atrás, justamente por isso, por ter sido o primeiro a ser formado.
Por esta razão Esaú nunca se importou com uma coisa que nunca lhe pertenceu. Por isso Rebeca insistiu com Jacó para que assumisse aquilo que, de fato e de direito, lhe pertencia. Rebeca era a mãe e a única que sabia desse segredo. Qualquer médico ginecologista, pode comprovar isso.

Um abraço
Paulo Ventura

 

Tudo bem que a ciência consiga nos provar algo, mas a vida do Cristão não se baseia na base científica, pelo contrário nós acreditamos na soberania de Deus, e se a Bíblia nos afirma que Jacó roubou a primogenitura de Esaú, então não duvidas. Podemos usar a seguinte explicação o próprio Deus para não sair como mentiroso pode ter virado os bebes dentro do ventre da mãe, o que não podemos é duvidar das escrituras sagradas.

 

cientificamente ou biblicamente ??? a verdade é uma só os fins não justificam os meios ,é importante lembrar que jacó era um verdadeiro suplantador e a graça de Deus o alcançou de maneira maraviolhosa e isso é fato ... prernesto@hotmail.com
valeu galera ,estamos ai ...

 

na verdade jaco e visto como aquele que de maneira persege o alvo da primogenitura,para quem esqueçe da revelaçao dada pelo SENHOR a sua mae quando da parte dela surgiu um questionamento sobre o movimento do fruto do seu ventre,quando DEUS revelou oque de fato aconteceria no futuro daqueles dois filhos que na verdade era oque ela estava esperando.genesis cap 25 vs 23.a partir dai pode-se realmente crer em estudos sobre a formaçao de um por primeiro e vir a luz oque foi formado por segundo, mas sobre tudo DEUS sempre esteve no controle e jamais abriu mao do seu proposito para com a vida do seu ISRAEL,embora sua familia o tivesse reconhecido e entitulado como JACO, se assim compreendermos logo vemos que JACO nunca roubou sua primogenitura , apenas a maneira como ele a resgatou na forma natural e que requer um melhor estudo sobre a vida completa desta familia, JACO via tudo ao seu redor como negocios e reagia como um bom negociante e a atitude da sua mae deve-se ao fato dela ter presenciado o negocio que ele fez com seu irmao, comprando a primogenitura.

 

O que você achou da nova cara do nosso blog?